sábado, 28 de novembro de 2015

Saudade dos natais antigos

Saudade dos natais antigos... Das bolinhas de vidro... Tão frágeis! Ao menor descuido, se partiam... E nós crianças, ficávamos olhando o nosso reflexo nelas... Era engraçado! Não havia luxo, presentes caros, mas havia muita fé e amor nas pessoas. E muita amizade e solidariedade! Coisas que o dinheiro não pode comprar! O vinho era de garrafão e só podíamos beber um pouquinho apenas... E obedecíamos os nossos pais! E o cheirinho de frango assado... Castanhas cozinhando... saudades!

Nenhum comentário:

Postar um comentário