quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Ano novo

O ano começa. Preguiçoso como um gato se espreguiçando. Silêncio quase absoluto, apenas quebrado pelos pássaros a cantar. A manhã surge como uma flor desabrochando ao sol tímido. E as pegadas no chão, insistimos em apagar. Da memória e do coração. Insistimos em apagar lembranças, sonhamos com coisas concretas, muitas vezes construídas em ilusões. Discernir a ilusão da realidade, muitas vezes é difícil,pois idealizarmos em cima de fatos, de pessoas e de situações. E quando cai o véo da realidade, passamos a enxergar a natureza das coisas.
Simpatias e sortilégios são animações para tornar reais as nossas ilusões. Que se materializam no mundo dos sonhos. Mas, sonhar não custa nada! Feliz 2012!
JU

Nenhum comentário:

Postar um comentário