segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Na Linha do Horizonte

Na Linha do Mar

Galo cantou!
Galo cantou às quatro
Da manhã
Céu azulou na linha
Do mar
Vou me embora desse
Mundo de ilusão
Quem me vê sorrir,
Não há de me ver
Chorar
Flechas sorrateiras,
Cheias de veneno
Querem atingir o meu
Coração
Mas o meu amor sempre
Tão sereno
Serve de escudo pra
Qualquer ingratidão
***
Quando criança, gostava de uma música de Paulinho da Viola, cantada por Clara Nunes, chamada ''Na Linha do Mar'. Na verdade, gosto até hoje! Tinha bom gosto, pois Paulinho da Viola é um compositor fantástico! Um poeta!
Tem coisa mais linda que observar o sol nascendo na linha do mar? No horizonte? 
Não parece uma pessoa de cima de um morro ou do alto de um edifício, contemplando o raiar do dia e pensando em sua vida?
Alguém que sofreu algum tipo de desilusõ, traição, mas o amor verdadeiro a faz superar qualquer dor!
Essa é a minha interpretação pessoal! Mas, a poesia dá margem a muitas leituras e releituras!
Ju

Nenhum comentário:

Postar um comentário