domingo, 10 de abril de 2011

Porto das Caixas - RJ

É uma igreja que ia muito quando criança. Minha mãe me levava lá e ia com parentes, primas, madrinha. Era um local famoso de visitação e de peregrinação de pessoas que buscavam curas, bençãos e também de muitos curiosos, pois relatam que lá aconteceu um fenômeno - a imagem do Cristo cruxificado sangrou.
Fato testemunhado e comprovado cientificamente se tratar de sangue humano.
Fica localizada em Itaboraí, município do estado do Rio de Janeiro.A igreja é em estilo barroco, vindo de Portugal, os jesuítas construíram em 19 de maio de 1595 a Igreja de Nossa Senhora da Conceição – atual Santuário de Jesus Crucificado. Era de costume sepultar os fiéis junto da igreja e mesmo nela. Isso perdurou no Brasil até 1891, quando a Constituição decretou que, daquela data em diante, os novos cemitérios seriam administrados pela autoridade civil, continuando a Igreja com a posse dos anterio-res ao decreto. Figuras famosas foram sepultadas lá, como o Visconde de Itaboraí. Enfim, lá possue relíquias e construções históricas. Os franciscanos também fizeram parte dessa histórica igreja. O tempo para chegar ao Santuário é aproximadamente de 55 minutos do Rio de Janeiro. Da Praça XV pegar a empresa Rio Ita com sentido para Venda das Pedras, Itaboraí, até o ponto final. De Venda das Pedras pegar a empresa Maravilha nº 6, sentido Visconde, que passa na frente do Santuário. De Niterói, no terminal, pegar a mesma empresa e o mesmo sentido descrito acima.
Aqui da minha paróquia saem excursões para Porto das Caixas. Mas, dá para ir de ônibus ou carro. Além de ser uma inesquecível visita religiosa, é uma visita histórica de um lugar que conta um pouco da formação do nosso país e do nosso estimado estado do Rio de Janeiro.
Ju
Acima a imagem histórica de Jesus cruxificado que verteu sangue de suas chagas, testemunhado pelo padre e por muitos fiéis. O sangue colhido foi analisado em laboratório e constatado ser sangue humano.
Ju

Um comentário:

  1. MUITO BOM!
    PRECISO IR EM EXCURSÃO
    QUAL É SUA PARÓQUIA?

    ResponderExcluir