segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Como uma gota de orvalho

Como uma gota de orvalho
assim a minha alma pulsava
por você
escorria docemente
pelas rosas
pelas flores
pelas folhas...
Era uma gota pequenina
e ao mesmo tempo
um oceano
de paixão...
como uma pétala de rosa
que o vento leva
como um pólem numa semente
que a brisa
joga no ar
e  nasce
um jardim
assim era a grandiosidade
desse sentimento...
Nos jardins da saudade
há sempre
uma flor
e seu aroma
me lembra daqueles tempos!
Ju

Nenhum comentário:

Postar um comentário