quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Simplicidade

Ao contemplar o mundo atual, repleto de tecnologias e de velocidade, percebemos com admiração a velocidade da informação e o avanço científico. Simultaneamente, ao recordar o passado, dá saudade daqueles tempos mais ingênuos, mais lentos. Parecia que um ano demorava muito mais a passar. Agora o ano passa veloz. Parece tudo tão efêmero.
Gostava das épocas de junho, das festas juninas e das festas natalinas.
Até as músicas pareciam ser mais belas. Muitas falando de amor. Um amor que parece que desapareceu e virou um produto exótico e descartável.
Aquele amor profundo, bonito, que inspirava os poetas parece algo raro. E as pessoas correm desesperadamente em busca de soluções materiais para corrigir a ausência desse combustível da alma.
O amor dói. Amar dói. E muitas pessoas evitam a dor, evitam amar. Ficam na superficialidade.
Não é alienação. Mas, muitas vezes fujo desse mundo violento e repleto de desamor. E viajo para o meu universo lúdico. Crio esses gifs, leio poesias, viajo na Arte. Não por egoísmo, mas por fazer bem a minha alma. E um coração feliz, trás saúde e paz ao corpo físico. É o alimento da alma.
Ju

Nenhum comentário:

Postar um comentário